Postagens

Mostrando postagens de 2017

Os Signos Chineses e Tipos de Personalidade

Imagem
Os chineses acreditavam, desde os tempos mais antigos, que seus destinos estavam relacionados aos céus e eram os astros que determinavam o tipo de personalidade de cada pessoa, por essa razão todas as famílias ficavam atentas aos astros para que seus filhos nascessem nos dias certos e recebessem um bom tipo de personalidade.


Para se ter uma ideia da importância dos astros, os imperadores das antigas dinastias chinesas tinham quatro palácios, uma para cada estação do ano – primavera, verão, outono e inverno.


A lenda de Buda e os 12 animais dos signos chineses Segundo as lendas chinesas Buda convidou pessoalmente os animais para celebrar o Ano Novo, no entanto, apenas 12 atenderam o convite. Um pouco decepcionado com a ausência dos demais, Buda deu poderes especiais a estes 12 bichos, para que cada um governasse durante um ano.



Cada um dos 12 signos chineses são regidos por um elemento da natureza:
Madeira – os animais relacionados à madeira são fortes, confiáveis e muitas vezes líderes, po…

História da Bússola

Imagem
A origem da bússola aponta para a China do século I a.C. A civilização chinesa foi a primeira a saber fazer uso das propriedades da magnetite para encontrar os pontos cardeais.
Si Nan, em português “Governador do Sul”, é considerada a primeira bússola chinesa e era formada por um pedaço de magnetita (óxido de ferro magnético), escavado em forma de colher e colocado em um recipiente com água. Influenciada pelo campo magnético terrestre, a magnetita flutuante tomava sempre a mesma direção ao longo de um eixo, mais tarde,  designado como o eixo norte-sul.
Novecentos anos mais tarde essa colher foi substituída por uma folha de ferro e foi chamada de ‘peixe-que-aponta-o-sul’, ganhou esse nome pois a folha usada tinha a forma de um peixe e sua cauda apontava para o Norte. Mais tarde, no século XI, trocaram a folha por uma agulha, suspensa por um fio de seda.
A primeira referência clara da fabricação de uma bússola encontra-se em uma enciclopédia chinesa de 1.040 d.C. na qual se observa a descr…

As Cores e Seus Significados na China

Imagem
Na China, assim como os hábitos de não colocar guarda chuva em cima da cama, não colocar dinheiro em cima da mesa de refeição, e não deixar sapato virado, as cores também têm seu significado.
Baseados no Taoísmo, na medicina e no feng shui, os chineses entendem que a cor alimenta o espírito e expressa a profundidade da experiência humana. Sendo assim, elas tem correspondência com os cinco elementos da natureza: água – preto; fogo – vermelho; madeira – azul e verde; metal – branco; terra – amarelo.



Preto - Heisè

Significa - imortalidade, 
conhecimento,  estabilidade
e poder.

O preto corresponde ao elemento água, simboliza o céu e é considerado uma cor neutra. O símbolo do Yin e Yang, por exemplo, usa preto e branco para representar a unidade, imortalidade e morte. 
Antes da dinastia Tang,o preto era considerado o rei das cores, ou seja, tinha o prestígio que tem hoje, o vermelho. Era usado em tudo, desde roupas até utensílios. 
Vermelho – Hongsè Significa  - felicidade, sucesso,beleza, vitalida…

China, um destino ou uma curiosidade?

Imagem
Quando nós brasileiros pensamos em um destino para passear ou fazer um intercâmbio , com certeza colocamos a China em último lugar, levamos em conta sua distância, a grande diferença que existe entre nossas culturas e a dúvida de como seria viver por lá.


Esquecemos que nós já temos essa cultura milenar em nosso dia a dia, nos nossos hábitos. Quem nunca tomou um chá? Quem nunca usou ou comprou um lenço de seda? Quem nunca se encantou com fogos de artifício?


Então, como poderíamos colocar a China em nossos planos de intercâmbio? Conversando com brasileiros que tiveram esta experiência. Foi exatamente isso que fizemos e as respostas foram surpreendentes!!


Entrevistamos alunos que fizeram intercâmbio pela Capital Mandarin, ficaram no Campus da escola em Gaobeidian de 3 e 6 meses, e tiveram a oportunidade de vivenciar o dia a dia na China, além de estudarem o mandarim. E todos foram unânimes ao afirmar que voltariam a ter essa experiência.



O que mais os agradou foi a eficiência do transporte, …

Caligrafia Chinesa

Imagem
Escrever é uma arte para os chineses. Tradicionalmente, usa-se pincel e nanquim.

História do Chá

Imagem
No território chinês existem várias lendas sobre a história do chá, entre elas, a mais célebre tem suas raízes no governo do Imperador Sheng Nung, popularmente conhecido como o Curandeiro Divino. Tentando solucionar a constante incidência de surtos epidêmicos em seu reino, ele criou uma lei que obrigava o povo a ferver a água antes de ingeri-la.


Um dia, repousando sob uma árvore, o soberano deixou sua xícara de água esfriando um pouco, e logo percebeu que algumas folhas haviam caído dentro do líquido, conferindo-lhe um tom castanho. Ao experimentá-lo descobriu que possuía um sabor agradável, difundindo assim o consumo desta bebida entre seus súditos.
Durante a dinastia Tang (618-906 d.C.) esta bebida passou a ser produzida pelos monges budistas. O monge Lu Yu foi o primeiro que escreveu sobre as várias formas de cultivo do chá e a melhor maneira de elaborá-lo. Esta obra tem como título Ch’a Ching. Em princípios do século IX alguns monges provenientes do Japão levaram consigo algumas seme…

1º de junho é Dia das Crianças... na China!

Imagem
Não, você não leu errado! No dia 1º de junho, a China celebra o esperado Dia das Crianças. Nessa data, é comum elas serem dispensadas da escola para participarem de atividades divertidas.Pensando nisso e para não deixar esse dia tão alegre passar em branco, que tal conhecer um pouco mais sobre quais são as tradicionais brincadeiras chinesas? Tenho certeza que você vai se surpreender!
Gato e Rato – essa atividade é ideal para animar um número maior de crianças em uma área ao ar livre ou coberta. Para começar, uma criança deve ser escolhida para ser o gato e, outra, o rato. Feito isso, o restante do grupo forma um circulo de mãos dadas, com o rato no interior e o gato do lado de fora. Elas se movimentam, enquanto dizem a seguinte rima: "Que horas são? Já deu uma hora. O gato está em casa? Ele quer comer agora" e, então elas soltam as mãos e o gato deve correr atrás do rato, mas seguindo o mesmo caminho realizado por ele, até capturá-lo.
Acerte o Graveto – para a partida ser real…

A História da Seda

Imagem
Existem várias lendas sobre a descoberta da Seda, mas a mais famosa é a da Imperatriz Leizu (Xi Ling Shi), esposa do Imperador HuangDi – o Imperador Amarelo. Segundo conta-se, esta imperatriz estava tomando seu chá embaixo de uma amoreira quando um casulo caiu dentro da sua xícara. Ela percebeu que aquele casulo era feito de um fio leve, branco e brilhante. Curiosa, ela começou a desenrolá-lo com seu dedo e percebeu que aquele material poderia ser utilizado para tecer roupas. A partir daí, ela ensinou seu povo a cultivar amoreiras para   criar os bichos-da-seda e assim foi criada a indústria da Seda.

Apesar da produção da Seda ter sido criada por volta do ano de 2.700 a.C., durante a Dinastia de HuandDi, o seu auge, como produção de alto nível, foi durante a Dinastia Shang, por volta de 1.500 a.C.

O processo de tecelagem da Seda continua o mesmo até hoje. Os casulos são mergulhados em água quente para liberar os filamentos e matar a larva do bicho-da-seda. Estes filamentos são combinado…

A GRANDE MURALHA DA CHINA

Imagem
A construção da Grande Muralha, pelo primeiro imperador da China, Qin Shihuang, tinha como objetivo unificar as muralhas já existentes em cada estado e consolidar o seu império. Ela vai de Dandong, no leste, ao Lago Lop a oeste, até a borda sul da Mongólia Interior. 
Esta grandiosa construção se estendeu ao longo de quatro dinastias - Zhou (1046 a 256 a.C.), Qin (221 a 207 a.C.), Han (206 a.C. até 220 d.C.) e Ming (1368 a 1644 d.C.) e ficou pronta há cerca de 2.200 anos, centenas de anos depois do seu início.

A Muralha ou a Grande Muralha da China é uma série de fortificações feitas de pedra, tijolo, terra compactada, madeira e outros materiais, pois foram aproveitadas muralhas e estruturas militares já existentes.

Ao longo dela existem janelas e troneiras (espaços onde são colocadas bocas de canhão), plataformas que serviam para atacar inimigos e torres de Almenara, a partir das quais eram feitas as comunicações, por meio de fumaça ou fogo,  entre os militares.





Essa obra de aproximadamen…

OS GUERREIROS DE TERRACOTA

Imagem
Exército de terracota, Guerreiros de Xian ou ainda Exército do imperador Qin, é uma coleção de esculturas de terracota representando os exércitos de Qin Shi Huang, o primeiro imperador da China. É uma forma de arte funerária enterrada com o imperador em 210-209 a.C. e cuja finalidade era proteger o governante chinês em sua vida após a morte.

As esculturas, que datam aproximadamente do final do século III a.C, foram descobertas em 1974 por agricultores locais no Distrito de Lintong, em Xi'an, na província de Shaanxi. As estátuas incluem guerreiros, carruagens e cavalos e foram fabricadas por artesãos do governo que as faziam em partes que, após a queima, eram unidas em uma peça só.


Este exército foi realizado para ser a réplica do exército verdadeiro do imperador, portanto as figuras dos soldados foram posicionadas com a mesma formação militar, respeitando a patente de cada oficial. Também por esta razão, estas figuras apresentavam variações de peso, penteado, indumentária e altura –…

A Cultura do Jade

Imagem
O jade é diferente dos outros tipos de pedras ou metais preciosos. Na verdade, o termo “jade” refere-se a dois tipos diferentes mas semelhantes, de rochas ornamentais, ambos compostos de diferentes minerais de silicato: Nefrite e Jadeíte.

Jadeíte e Nefrite são pedras formadas do entrelaçamento de micro-cristais. O jade apresenta-se em diferentes cores, formas e tamanhos, e pode ter impurezas ou grãos na pedra que definem a sua aparência e valor. Isso significa que cada pedaço de jade é único.
Jadeíte                          Nefrite
No período Neolítico (12.000-2.000 a.C.), os trabalhos de pedra polida evoluíram gradualmente para a fabricação de artefatos e ornamentos de Jade. Posteriormente os chineses passaram a utilizá-lo para fabricar objetos rituais usados em cerimonias sacrificiais, uma vez que o viam como um meio de comunicação com os deuses, por exemplo, discos de jade verde-escuros com um orifício central, chamados de Bi, eram usados em cultos consagrados ao Céu; blocos de jade …